Pandemônio

Um grupo de pessoas que causam confusão … ou algum mal .. mais ou menos isso .. é …. parece que a pandemia .. virou um pandemônio … Quantas pessoas, incluindo nossos governantes, querem o bem da coletividade ? Aliás … quantas pessoas querem o bem delas mesmas ? E .. o que é querer o bem ? Ahhh meu bem prá lá .. meu bem prá cá … queridos …queridas … e assim por diante .. Sabe o que acontece com as palavras ditas em vão ? Voltam vazias … não encontram eco .. morrem por falta de ar.. Falta de ar? Não é só o Covid que mata ! A indiferença mata, a ignorância mata, a inveja mata, o ódio mata, o egoísmo mata … Palavras carinhosas sem carinho … são pedras … e … não nos enganam … ou não nos enganam por muito tempo. Acho engraçado falar “ Em tempos de pandemia …” … parece até o início de um romance de época … quando, na verdade, estamos vivendo uma época nada romântica … Um pandemônio !! Deus me livre disso, se eu merecer ser liberta ! Me livre do pandemônio ! Porque pior do que o vírus… é o uso que o Homem faz dele .. Terrível ! Fico perplexa todos os dias .. que espantosamente, após 3 meses trancada em casa, não são iguais .. são bem desiguais .. a cada dia uma nova notícia absurda ..que só não é hilária pq tem o caráter pandêmico e pandemônico i (?). Um pandemônio !!! Nas filas das lojas na rua 25 de março .. na Champs- Èlyseès em Paris ou no quinto dos infernos … o Homem é Homem em todo lugar por onde passa .. Será que poderia ser mais gente e menos Homem? Será que o Homem poderia pensar que a ilha imaginada não existe ? Que aquela história infantil com final feliz é só uma história ? A Branca de Neve não tem os 7 anões e nem haverá um príncipe e nem Deus desejará nos salvar das barbaridades conscientes que criamos … Precisamos rever o significado do que é ser gente. Gente não é a “ gente humilde “ que Ângela Maria cantava .. gente que subia o morro .. gente vai de A a Z! O carro bacana .. a casa na praia .. o jato particular .. não deixa ninguém fora do coletivo “ gente “ Que cada um de nós possa tira a roupa e perceber que gente é qualquer ser nú nascido e criado em um espaço comum chamado Terra, chamado Mundo. Kátia Del Porto 12/6/2020

Publicado por

katiaoddone

Médica psiquiatra , escritora

3 comentários em “Pandemônio”

  1. O mundo continua e continuará o que sempre foi… mas cada um pode e deve se esforçar pra mudar O que for possível em si mesmo e a sua volta sempre. Acho que o bem e o mal servem justamente pra que possamos diferenciá-los e entender o que é melhor em algum momento da vida, porque ninguém escapa de nenhum dos dois.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s